Afinal, estresse engorda?

Afinal, estresse engorda?

E uma das questões que sempre nos cercam é: o estresse realmente pode fazer a gente ganhar peso? Pesquisas apontam que existe sim uma ligação entre o estresse e o ganho de peso.

O estresse nada mais é que a forma como nosso corpo reage às situações ao nosso redor, como um dia cheio de trabalho, um engarrafamento, má alimentação, dentre tantas outras.

Um estudo realizado pelo centro médico de Georgetown, indicou que ratos submetidos a estresse engordavam mais, embora a ingestão de calorias permanecesse a mesma.

Outra  pesquisa realizada por estudiosos do Instituto Weizmann, de Israel, e publicado na revista científica Proceedings of the Nacionational Academy of Sciences (Pnas), descobriu que quando estamos estressados os alimentos gordurosos se tornam ainda mais irresistíveis, e, além disso, faz com que tenhamos mais vontade de encher o prato e repetir quantas vezes forem necessárias.

A observação demonstrou que a tensão ativa uma região do cérebro responsável pela produção da proteína UCN3. Isso pode facilitar o ganho de peso pois ela age no fígado, coração, pâncreas e cérebro, aumentando a vontade de comer, bem como agindo também na diminuição da sensação de saciedade.

O estresse não causa somente o aumento do peso. Ele traz consigo muitos outros malefícios, como hipertensão, colesterol, diabetes e desaceleração do metabolismo. Isso acontece porque em situações de  estresse há o aumento da produção de hormônios como a cortisona, e o impacto de neurotransmissores e adrenalina, que propiciam o surgimento de tais doenças.

A relação que existe entre o aumento de peso e o estresse é muito antiga, praticamente pré-histórica. É uma resposta do nosso organismo às ameaças, e uma delas é armazenar energia para sobreviver. Por isso acumula-se a gordura.

E como acontece o ganho de peso? Bom, quando estamos estressados é lançado ao sangue o hormônio cortisol, e esse hormônio quando em níveis altos e prolongados suprimem a função da tireoide e desequilibra os níveis de açúcar no sangue. Dessa forma, o organismo passa por mudanças e começa a acumular principalmente gordura abdominal, sendo esse um dos lugares mais perigosos.

Ainda, tem aquela fome emocional que todo mundo que sofre com problema de peso já deve ter sentido pelo menos alguma vez. Quando estamos estressados, a vontade de comer pode aumentar e perdermos o equilíbrio durante a ingestão calórica do dia.

Segundo especialistas, o estresse em níveis altos pode ser tão prejudicial à saúde quanto o álcool e o cigarro, por exemplo, e é preciso dar a devida atenção, não somente pelo aumento de peso, mas sim por todas as consequências.

Mas calma! Se você anda estressado, tudo tem jeito e pode ficar bem!

A primeira dica para combater o estresse é praticar atividade física. Os hormônios liberados durante o exercício promovem sensação de bem estar e alegria.

Outra dica é procurar terapias ou hobbys que despertem calma e tirem a tensão do dia a dia. Yoga, meditação, massagens, cromoterapia e jardinagem são bons exemplos.

O principal de tudo é não somatizar as más energias e tentar separar os pequenos problemas do dia a dia da sua vida. Mesmo que eles ocorram, saber lidar é fundamental para não aumentarmos os níveis de estresse e pouparmos nossa saúde.

E aí? Vocês andam estressados ou calminhos? Atenção ao nosso corpo e mente sempre!